O EITA! é um espaço multidisciplinar para compartilhamento de ideias e para  aprendizagem por meio do desenvolvimento de projetos baseados em problemas reais e atuais. Equipes de estudantes de diversos cursos utilizam técnicas, equipamentos e conteúdos multidisciplinares com foco em inovação.

Laboratório

Oficina

Laboratório

1/2

ALGUNS DOS NOSSOS PROJETOS...

Microscópio de Força Atômica (AFM) 

afm1.png

Um AFM (Atomic Force Microscope) é um tipo de microscópio em que uma imagem é gerada a partir do sinal produzido por uma sonda mecânica que se desloca sobre uma superfície. As imagens podem ter resolução de até fração de nanômetros

Neste projeto, os estudantes da equipe tiveram de  pesquisar e aprender o funcionamento e os princípios físicos dessa técnica, projetar os circuitos eletrônicos, fabricar as placas, projetar a parte mecânica, fazer o software para controle e aquisição de sinais digitais e analógicos de vários dispositivos.  

afm2.png
Ju.png

Juliana cursava o segundo período do curso de Eng. de Controle e Automação quando, junto com André e Gabriel, do curso de Física, aceitaram esse desafio. Depois que estes deixaram a equipe, Juliana levou esse projeto até o final.  

Espectrômetro Ótico Lumus Max

O Lumus Max é um espectrômetro UV-VIS-NIR totalmente projetado e construído por estudantes de graduação da UFMG, que aprenderam sobre a ótica, eletrônica, programação, prototipagem e  design  necess​ários para sua fabricação.

LumusMax.jpg
1612812794055.jpg

Inicialmente, foi proposto ao Gabriel, estudante do curso de Física, o desafio de projetar e fabricar o melhor espectrômetro ótico possível utilizando-se uma webcam, além de produzir o programa para controle e aquisição de espectros em tempo real.


Concluída essa etapa, passamos ao desafio de fabricar um espectrômetro com resposta espectral e resolução ótica semelhantes às de um instrumento comercial, utilizando  uma CCD de linha de pixels. 

Espectro de uma lâmpada fluorescente compacta, obtido com o Lumus Max

Nesse projeto trabalharam, Ary, do curso de Engenharia Elétrica, Ingrid, do curso de Eng. de Controle e Automação, a Gabriela e o Gabriel, do curso de Física.

DSC_8504.JPG
Gabriela.png
Gabriel.png

MeuLab

Fazer ciência como cientistas: essa pode ser uma forma de se incentivar mais estudantes a seguirem carreiras científicas e de engenharias.

  

O MeuLab é um projeto que consiste de uma plataforma com sensores e com um aplicativo para celular para se fazer medições, controle e aquisição de dados.

Uma ampla variedade de sensores  permitem medições conjugadas de tempo, temperatura, campo magnético, posição, velocidade, intensidade luminosa, força, tensão e corrente elétricas, etc. 

 

No MeuLab são sugeridos diversos temas de investigação com instruções adaptadas para os diferentes níveis de ensino. Sobre cada temo, os estudantes terão de propor hipóteses, fazer medições com aquisição automatizada de dados, gerar gráficos, analisar e discutir os resultados.

Abordando temas de Ciências Ambientais, Biologia, Química, Matemática e Física, o MeuLab
 poderá ser usado por estudantes e professores d ensino fundamental até o superior.

 

MeuLab%20img_edited.png
MeuLab%20app_edited.png

Aplicativo para controlar e ler os sensores, disponível para Android e IOS.

Com o MeuLab, estudantes da UFMG estão engajados no desafio de levar para as escolas brasileiras a ciência do século XXI sem os custos proibitivos de equipamentos importados.  

Esse projeto teve início com a Ana Luiza e o Vítor, estudantes do curso de Física, e Leonardo, da Eng. de Controle e Automação. Atualmente, ele está sendo concluído pela Larissa, da Eng. de Controle e Automação, Nander, da Eng. Elétrica, e Jane Elisa, do curso de Física.

MeuLab equipe.png
IMG_5337.JPG

MELIORA.ufmg.br 

img1a.png
Meliora2.png

MELIORA é um aplicativo desenvolvido para promover um ambiente de aprendizagem ativa na sala de aula.

   

Durante uma aula com o MELIORA, um professor submete questões para os alunos que utilizam smartphones para respondê-las.  Em tempo real, o professor recebe as respostas junto com análises estatísticas dos resultados que lhe permitem avaliar o nível de compreensão dos alunos sobre cada tópico antes de avançar para o tópico seguinte. Assim, o professor pode esclarecer assuntos que ficaram confusos e verificar se os temas mais importantes estão sendo assimilados.  Os alunos pensam sobre cada questão individualmente e, depois, discutem o seu ponto de vista com os colegas. O MELIORA apresenta análises das respostas enviadas antes e depois dessa discussao.

Ju.png

Desenvolvido por Juliana Buére, aluna de Eng. de Controle e Automação, e pelo Prof. Elmo S. Alves, o MELIORA vem sendo utilizado por professores na UFMG e em outras instituições de ensino no Brasil.

 

MobiUFMG

O MobiUFMG consiste no desenvolvimento do hardware e do software para captar, transmitir e mostrar a localização dos ônibus internos da UFMG, em tempo real, por meio de um aplicativo para telefone celular. Um protótipo dessa plataforma está pronto e em fase de testes. 

Como funciona:

  • Pelo aplicativo, o usuário visualiza o mapa que mostra, em tempo real, a posição dos ônibus internos da UFMG em circulação..

  • No menu do aplicativo, para cada linha interna da UFMG é possível consultar a sua rota, os horários de partida e quais linhas estão circulando.

Tecnologias:

  • Rastreamento dos ônibus via GPS;

  • Transmissão de dados via rádio LoRa;

  • Sistema embarcado baseado em microcontroladores ESP32 com alta capacidade de processamento;

  • Aplicativo Nativo para Android (versão para iOS em breve);

  • Armazenamento e consumo de dados através do Google Firebase.

mobi - 02.jpg
mobi - 03.jpg
mobi - 04.jpg
Nander2.png

Este projeto foi idealizado pelo Nander, estudante de Eng. Elétrica, ao perceber que, para planejar e facilitar o seu deslocamento pelo campus e para as moradias estudantis, as pessoas que utilizam os ônibus internos da UFMG precisam saber os seus horários e localizações.

WebLab UFMG 

DSC_8476.JPG
DSC_8453.JPG

Com uma linguagem a adaptada para diferentes níveis de conhecimento, estudantes, professores e outros interessados poderão realizar experimentos sobre temas relevantes relacionados com o conhecimento científico e tecnológico.  Já temos um protótipo em funcionamento de um interferômetro de Mach-Zender para divulgação de conceitos de interferência ótica e quântica e de informação quântica. 

DSC_8393.JPG

No WebLab UFMG, estamos desenvolvendo experimentos científicos reais, totalmente interativos, que poderão ser executados, controlados e visualizados remotamente por usuários de qualquer parte do Brasil, durante 24 horas por dia, sete dias por semana.

Outros experimentos planejados são de caracterização elétrica de dispositivos de materiais semicondutores e materiais bidimensionais, como grafeno e outros, e medições de absorção, refletividade e luminescência de luz por diferentes materiais. 

Atualmente, o Ary, estudante de Engenharia Elétrica, está concluindo o interferômetro desse projeto, em que também atuaram os doutorandos em Física, Arthur e Mário. 

UaiKey

RFAdmin_01_edited.png

O UaiKey é uma solução econômica de integração e de gerenciamento do controle de acesso a laboratórios e salas da UFMG por meio dos cartões de identificação de estudantes e servidores. Um programa robusto e com uma interface intuitiva permite aos administradores gerenciarem o controle de acesso a cada porta remotamente, por meio de comunicação sem fio.
Um protótipo está instalado e em funcionamento há um ano na porta da sala do EITA!, no ICEx. Nesse projeto trabalham Nander e Luis Henrique, estudantes de Eng. Elétrica da UFMG.

Como funciona:

  • O administrador cadastra o cartão do usuário em um leitor USB conectado ao seu computador ou no leitor da Unidade de Controle de Acesso (UCA). Os dados do cadastro são transmitidos para a UCA da porta por comunicação sem fio.

  • O usuário aproxima o seu cartão do leitor na porta.

  • O leitor verifica a credencial no banco de dados da UCA.

  • Se a credencial não for aprovada a porta permanece fechada; se aprovada, a unidade aciona um relé para destravar a porta.

  • A unidade registra as tentativas e as liberações de acesso.

  • Com um programa próprio e por comunicação sem fio, o administrador pode visualizar e gerar relatórios dos registros de acesso na UCA de qualquer porta para a qual tem acesso permitido.

IMG-20200219-WA0011_edited.jpg